Maio 22 2008

Em algum lugar existe alguém que sonha com seu sorriso e encontra na sua presença um motivo para viver... E quando estiveres sozinho, sentindo se abandonado, lembre se que existe alguém em algum lugar ... Pensando em você....

publicado por simplesmentedetalhes às 21:17

Maio 22 2008

Abraçou-me como se abraça o tempo, a vida num momento em gestos nunca iguais... E partiu, sem me dizer o nome, levando-me o perfume de tantas noites mais... Esta noite sou dono do céu, e eu não sei quem te perdeu.

publicado por simplesmentedetalhes às 21:12

Maio 22 2008


Já perdoei erros quase imperdoáveis,

tentei substituir pessoas insubstituíveis

e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,

já me decepcionei com pessoas

quando nunca pensei me decepcionar,

mas também decepcionei alguém.

abracei pra proteger,

já dei risada quando não podia,

já fiz amigos eternos...

amei e fui amada,

mas também já fui rejeitada.

Já fui amada e não soube amar.

gritei e pulei de tanta felicidade,

já vivi de amor e fiz juras eternas,

mas quebrei a cara muitas vezes...

chorei ouvindo música e vendo fotos,

já liguei só pra escutar uma voz,

já me apaixonei por um sorriso,

já pensei que fosse morrer de tanta saudade...

tive medo de perder alguém especial

(e acabei perdendo)...

Mas sobrevivi!

E ainda vivo!

Bom mesmo é ir a luta com determinação,

abraçar a vida e viver com paixão,

perder com classe e vencer com ousadia,

porque o mundo pertence a quem se atreve

e a vida é muito para ser insignificante.

publicado por simplesmentedetalhes às 21:09

Maio 22 2008

Já chorei por ter topado o dedão numa pedra,

Chorei por ter perdido a boleia, por deixar o gelado cair no chão,

por não querer dormir na casa dos outros.
Chorei por não entender porquê não podia ver a novela das oito,

por não saber que o leite quente queimava a língua,

chorei por não poder brincar no playground até tarde da noite.
Já chorei por causa de um filme dramático,

chorei quando ouvi aquele verso daquela música,

chorei de emoção ao recitar poemas em voz alta.

Já chorei ao tentar expor meus sentimentos,

chorei ao tentar explicar aos outros que tal coisa me magoava,

chorei quando precisei terminar uma relação,

chorei quando terminaram a nossa relação.
Já chorei de ódio, no meio da rua, pra todo mundo ver.

Já chorei no canto da cama, de costas pro mundo, pra ninguém me ver.

Já chorei com a almofada abafando meus gemidos,

já chorei com as mãos no rosto pra me esconder de vergonha,

já chorei sem querer chorar, apenas umas lágrimas correndo no rosto.
Já chorei ao me despedir no aeroporto,

já chorei ao reencontrar no aeroporto,

já chorei por ver alguém partir sem o meu consentimento.

Já chorei lendo passagens de livros,

já chorei vendo comerciais de tevê,

já chorei ao ouvir do outro lado da linha telefônica

aquela voz que nunca imaginaria ouvir.
Já chorei de dor, de angústia, de tristeza,

de desejo, de saudade, de revolta,

despretensiosamente.

Já chorei pra aliviar a tensão, a tesão e pra deixar leve o coração.
Chorei por falta de amor, companhia e carinho,

chorei por amar demais, por não caber no peito, transbordar.

Já chorei de desespero, chorei por me sentir sozinha,

por estar sozinha, cansada e abatida.
Já chorei ao contar uma história triste,

chorei ao me reconciliar com um amigo,

chorei ao ver alguém chorando.

Chorei por não me fazer entender,

chorei por achar que a vida é demais para mim,

chorei por achar a vida tão irrelevante quanto um sopro no ar.
Chorei por me fechar para o mundo,

chorei até soluçar, o corpo tremer, o peito estremecer.

Já chorei baixo, de fininho, sem ninguém perceber.

Chorei ao abrir meu coração,

chorei de emoção, pela intensidade do sentimento,

pela explosão de sensações.
Chorei ao ver uma criança apanhar,

ao ver pessoas mendigando por um naco do meu sanduíche,

chorei logo depois de tirar do corpo um casaco

e dar a um desabrigado.

Chorei por ver um(a) idoso(a) carente.

Chorei a ponto de me arrepiar, de deixar gosto amargo na boca.
Já chorei por me orgulhar,

chorei por perceber que sou capaz,

chorei por me sentir útil ao mundo.

Chorei por me sentir realizada, por ser reconhecida,

por me sentir viva - ainda que capengando -

neste mundo louco, confuso e insano.

publicado por simplesmentedetalhes às 20:58

Maio 22 2008

Dia do Abraço...

Um laço...
De lado,
parado,
Pelas costas,
ah quem gosta,
de frente,
bem rente
Ah andar
sem parar
com beijo,
sabe a macarrão com queijo...
Um abraço apertado
mesmo que deitado,
uma surpresa,
sabe a realeza
dentre a subtileza
De apenas abraçar...
Energias transpor
com muito amor....

publicado por simplesmentedetalhes às 11:54

Maio 22 2008

Engraçada a vida
Tanta coisa para dizer
Tantos momentos a calar
Foi para ti que guardei-me
Mesmo querendo não querer
Porque foi pensando em mim que
encontrei me em ti...
Tentando afastar aproximei-me
E por medo de amar que amei
E por medo de perder que perdi
E por medo de sofrer que sofri

publicado por simplesmentedetalhes às 11:52

Maio 22 2008

Por vezes é pedir muito...
Esperei tanto por momentos
e vieram...
Nunca disse te que seria a pessoa certa
mas sei que sou eu quem te adora...
Foi mesmo mera distracção...
Apaixonar-me
Fall in love
imbranato
Em qualquer linguagem
em qualquer direcção...
Adentra o coração...
Foi sem intenção...

publicado por simplesmentedetalhes às 11:50

mais sobre mim
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
20
21
23
24

25
26
27
28


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO