Março 02 2008

NÓS

Fazer de você a realidade dos meus sonhos acordados.

Pudesse eu no tempo-espaço
Parar o tempo, encurtar o espaço;
Tê-la junto a mim – corpo a corpo, num corpo só
E fazer de você o amor eterno,
A linha curva do universo que me atinge.
Pudesse eu, na amplitude dos meus desejos
Fazer de você a realidade dos meus sonhos acordados
Olhando sempre perto, sempre ávido de carinho,
Seus olhos em recíproca harmonia com meu ser.
Pudesse eu, enfeitiçá-la com a magia dos gregos
Ordenando-lhe uma prece diária de amor que jamais finda.

(Gevaert Trajano Castro)

publicado por simplesmentedetalhes às 17:06

mais sobre mim
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11

17
18
19
20

24
25
26
27

30
31


pesquisar
 
blogs SAPO